Empresários são presos atirando de dentro de revenda de carros

A Agência de Inteligência (AI) da Polícia Militar de Caçador e viatura de radiopatrulha apreenderam na madrugada deste sábado (31), quatro homens suspeitos de estarem efetuando disparos de armas de fogo de dentro de uma revenda de veículos localizada na Rua Nereu Ramos, centro de Caçador.

Segundo informações da PM, a viatura de radiopatrulha foi acionada pela AI após receberem denúncia anônima onde dava conta de que alguns masculinos estariam efetuando disparos de arma de fogo para o alto, do interior da revenda de veículos que fica nas proximidades do Queluz Supermercado, centro de Caçador.
A AI deslocou até o local e iniciaram o monitoramento, vindo a conseguir gravações mostrando os masculinos manuseando as armas. Pelas vestes, pode-se verificar que Adriano Gemeli, estava manuseando um revólver, calibre 38 e Ederson Luiz Bressan, estava manuseando uma espingarda, calibre 12.

Diante das informações, foi realizado abordagem dos masculinos em via pública, momento em que os mesmos saíam com uma VW Amarok, onde no interior do veículo encontravam-se Adriano Gemeli, Ederson Luiz Bressan, Antonio Gilberto Gonçalves. e Edelar Antonio Turatti Junior e após revista pessoal e veicular, nada foi localizado.
Indagado o proprietário da revenda, o mesmo confirmou que possuía as armas de fogo, porém, negou que estariam manuseando as armas.  Com autorização do proprietário, o qual mostrou a localização das armas, foi verificado o interior de sua residência, onde foi localizada em cima de sua cama, a espingarda calibre 12, com dois cartuchos deflagrados e um revólver calibre 38, com dois cartuchos deflagrados e quatro cartuchos intactos.

Além de mais uma caixa com diversas munições de cal. 38. Durante as buscas, foram localizados diversos materiais de recarga de cartuchos, cartucheiras, e ainda uma munição de calibre 357, intacto, a qual é de uso restrito.
Diante dos fatos todos os envolvidos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil, juntamente com as armas e materiais apreendidos, onde o caso foi entregue ao Plantão Policial.

Esclarecimento:
Nossa equipe foi procurada pelo advogado de Edelar Turatti e Antonio Gilberto Gonçalves, onde foi esclarecido que ambos foram arrolados no Boletim de Ocorrência (BO), como testemunhas, sendo que nenhum dos dois teve qualquer tipo de contato com o armamento ou se quer efetuaram qualquer disparo de arma de fogo.
Desta forma, este meio de comunicação que busca a verdade nos fatos e tem compromisso com a seriedade e qualidade da informação, veem a público, esclarecer que ambos não tiveram participação do fato, apenas são testemunhas.

Atualizada às 16h20

Com informações da PM
Da Redação 
Zanatta News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com palavrões, ofensa moral, xingamentos ou que possa denigrir a imagem de alguém ou do blog não serão aceitos.