Não pagar funcionários está virando moda! Fui vítima de um GOLPE!

Olá queridos leitores!
Quem não se lembra das denuncias e matérias feitas aqui no blog sobre o não pagamento dos funcionários da Prefeitura de Calmon?! Pois a moda chegou aqui em Caçador também! Isso mesmo, fui vítima de um golpe!
Era final de Julho deste ano me deparei com uma postagem em um grupo de empregos do Facebook. Nesta, um casal pedia um moça para cuidar de duas crianças, um emprego de babá. Logo me interessei pela vaga, precisava de uma renda extra em casa e entrei em contato com a mulher da postagem. Acertamos então que eu começava na sexta feira da mesma semana, acertamos horários e salário. Fiquei animada!
Como combinado, iniciei na sexta feira, adorei as crianças, me acertei com o casal, pessoas aparentemente muito queridas e responsáveis. Fui tratada muito bem na casa, cumpri com todas as tardes que tinha que ficar com as crianças, com exceção de apenas uma tarde que fiquei muito doente.
Depois de um mês trabalhando algumas tardes com a família, fomos surpreendidos! Uma das crianças ficou doente e eu não poderia entrar em contato com a mesma por 15 dias por que sou gestante e assim foi feito!
Porém, o casal ainda não havia pago o salário do mês que passou, conversei com a mulher sobre o pagamento do meu salário ela me deu uma data e eu esperei, pois com uma criança doente provavelmente eles tinham tido gastos a mais. Chegou o dia e nada de me pagarem. Cobrei mais uma vez, ela me deu outra data por que não havia recebido. Tive que cobrar pela terceira vez e a desculpa foi que tinham recebido em cheque e não conseguiam trocar para me pagar. A cada data marcada eu esperava com a esperança de receber o pouco que tinha direito, mas nada disso aconteceu!
Desde o final de agosto tento receber uma pequena quantia que é minha por direito, pois trabalhei por ele! Pequena quantia esta que me ajudaria e muito, aliás, se eu não precisasse não teria ido atrás da vaga. Neste tempo ainda, fiquei sabendo que este casal é mais do que acostumados a fazer esse tipo de coisa, que não fui só um caso isolado!
Por que compartilho isso com vocês?! Não quero que vocês caiam na mesma que eu cai! Acreditei em pessoas que aparentemente eram responsáveis e confiáveis. Pessoas que fazem pose por aí como “bonzões” mas não pagam nem pessoas que prestam serviços a eles. É fácil andar com o nariz empinado por aí, redes sociais cheias de fotos de viagens e vida boa se conseguem isso apenas enganando os outros!
Já dizia José Ortega y Gasset “Podemos pretender ser o quanto queiramos, mas não é licito fingir que somos o que não somos”. 

Por Daiane dos Santos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com palavrões, ofensa moral, xingamentos ou que possa denigrir a imagem de alguém ou do blog não serão aceitos.