Motorista atropela pedestre e se recusa a fazer bafômetro

Uma jovem, motorista de um Ford Ka, placas de Caçador, acabou atropelando uma pedestre de 24 anos no início da noite deste domingo (16), por volta das 20h15, na Avenida Fahdo Thomé, centro. A motorista se recusou a fazer o teste do etilômetro e ainda teve a CNH recolhida, responderá um TC por lesão corporal e deverá pagar uma multa R$ 1.915,00 e mais sete pontos na carteira. 


Segundo informações dos familiares da mulher, vítima do atropelamento, ela e seu filho atravessavam a Av. Fahdo Thomé quando foram surpreendidos pelo veículo que seguia no sentido semáforo/Parque das Araucárias e segundo eles, após ver as pessoas na rua ainda acelerou o carro.
Já a jovem, condutora do Ka disse que seguia pela Rua Herculano Coelho de Souza, aguardou o semáforo abrir e virou sentido Av. Fahdo Thomé, quando, do nada a mulher e o filho atravessaram em sua frente, fora da faixa e correndo. Ela disse que tentou frear, mas não obteve êxito.
Ainda segundo a jovem, após o atropelamento, um grupo de homens e mulheres cercaram seu carro e começaram a deferir socos e chutes contra o veículo e ainda agrediram com puxões no cabelo e tapas ela e sua irmã, que também estavam no carro.
Os Bombeiros Voluntários atenderam a atropelada e conduziram-na ao Hospital Maicé com ferimentos leves no joelho esquerdo. O filho da vítima, vendo a mãe caída no chão, entrou em desespero e passou mal, mas não precisou ser atendido pelos bombeiros.
A Polícia Militar foi acionada e esteve no local registrando o Boletim de Ocorrência do acidente de trânsito e ainda fizeram um Termo Circunstanciado contra a jovem, condutora do Ka por lesão corporal culposa.
Os PMs indagaram se ela faria o Bafômetro e após sua mãe e sua irmã acharem que ninguém é obrigado a produzir provas contra si, a jovem se recusou a fazer o teste, mas ela afirmou não ter consumido bebida alcoólica só que não soube explicar porque não quis fazer. Já que ela se negou a fazer o teste de etilomêtro, a jovem cometeu um crime de trânsito e terá sua CNH recolhida e ainda será notificada com sete pontos na carteira e deverá pagar uma multa de R$ 1.915,00, previsto no Código de Trânsito Brasileiro.
Durante o atendimento da ocorrência, familiares da vítima e da condutora do Ka trocaram xingamentos e ameaças. Os policiais tiveram que intervir e retirar os familiares da mulher que foi atropelada para que não entrassem em luta corporal. 

Da redação 
Blog Zanatta News 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com palavrões, ofensa moral, xingamentos ou que possa denigrir a imagem de alguém ou do blog não serão aceitos.