Limpeza dos rios, barragens e antigranizo mostram eficácia

Mais uma vez as obras e ações realizadas pela Prefeitura de Caçador e Defesa Civil surtiram efeito no município com a passagem das fortes chuvas e ventos que atingiram diversas cidades do Estado nos últimos dias. A onda de calor provocou fenômenos com vendavais e alta das marés no Litoral e na região Meio Oeste alguns municípios foram castigados pelas chuvas de granizo e rajadas de vento, como Fraiburgo, Campos Novos e Curitibanos.

Em Caçador de acordo com a Defesa Civil os estragos com ventos foram consideráveis em alguns bairros, mas que no entanto, poderia ter sido muito pior. O coordenador Sérgio Eloy Bisotto, ressalta que o sistema antigranizo além de proteger o município quando deste fenômeno, também auxilia na diminuição da força dos ventos, através dos produtos lançados na atmosfera. Atualmente Caçador conta com 30 geradores espalhados pelas comunidades rurais e proximidades do centro urbano. Destes, 24 estão em funcionamento e seis aguardam a assinatura do convênio em meados de novembro por se tratar de recursos do Governo do Estado para sua manutenção. Bisotto comenta que alguns pontos do interior caçadorense tiveram uma pequena precipitação de granizo com as últimas chuvas, justamente onde os geradores aguardam para serem ligados, mas que nada de grave foi registrado, ao contrário dos demais municípios da região, inclusive com famílias de Fraiburgo vindo a Caçador solicitar apoio da Defesa Civil por falta de lonas e demais utensílios para as residências atingidas.
Além disso, o prefeito Beto Comazzetto lembrou que de dois anos para cá Caçador não sofreu mais com enchentes e inundações, devido a grande limpeza e desassoreamento dos rios do Peixe e Caçador, realizada durante quase seis meses e baixando o nível das águas em até 50 centímetros. Também a construção de duas barragens de contenção nos bairros Reunidas e Municípios, fizeram com que as águas das chuvas que descem por um córrego, não causassem mais as inundações constantes no bairro Bom Jesus e Vila Paraíso. Estes bairros também receberam a construção de caixas de ventilação, que fazem com que não exista vácuo dentro das tubulações e com isso as águas passem com grande vazão em direção ao rio. As saídas de água no rio do Peixe também foram remodeladas, para que as águas vindas das tubulações sigam a mesma direção da correnteza. Um detalhe pequeno, mas que faz a diferença.
“Certamente sem estas obras Caçador e seus moradores já teriam passado por chuvas de granizo como aconteceu com nossos municípios vizinhos, assim como já teríamos enfrentado novas enchentes e alagamentos em bairros, que tanto fizeram famílias sofrer ao longo do tempo. Nossa administração se preocupou com isso, em zelar pelo patrimônio e pelas vidas no centro urbano e zona rural. Desde o primeiro ano de mandato fortalecemos as ações, realizamos as obras necessárias e agora estamos protegidos mais uma vez. É claro que contra sistemas de grande magnitude, como por exemplo uma entrada de frente fria com ventos fortes, não se pode fazer muita coisa, mas pelo menos estamos melhorando em todos os aspectos possíveis a vida dos cidadãos quanto aos desastres naturais. Nesta reta final de mandato é importante também dizer, que como cidadão caçadorense, espero que a próxima administração municipal continue com a manutenção das barragens de contenção, limpeza dos córregos, manutenção do sistema antigranizo, e já programe a próxima limpeza e desassoreamento dos rios, que foi fundamental para tudo isso”, define o prefeito de Caçador.

Mapeamento de áreas de risco
A Prefeitura através da Defesa Civil e o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Caçador (IPPUC) com a parceira do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), realizaram o mapeamento de todas as áreas risco no município, apresentando as áreas de alto e muito alto risco para movimentos de massa e enchentes.
O mapa serve de apoio ao IPPUC para avaliar qualquer tipo de construção (edificação) que possa existir em Caçador. E baseado neste mapa também o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) envia as mensagens de alerta para a Defesa Civil de Caçador, que pode então tomar providências antes que algum fenômeno meteorológico aconteça.

Nova Estação Hidrológica
Caçador está inserido entre os 721 municípios brasileiros com maior incidência de desastres naturais. Por conta disso, recebeu e já está em funcionamento instalada na Ponte do Trabalhador, próxima ao Estádio Municipal, a nova Estação Hidrológica. Equipamento de última geração que serve para monitorar a quantidade de chuvas no município e a elevação do nível do Rio do Peixe, além de registrar fotografias estando em tempo real ligado ao Cemaden.

Para quem desejar visualizar os últimos dados das chuvas em Caçador e também o nível do rio, pode acompanhar em tempo real através do www.cemaden.gov.br/mapainterativo.

ASCOM PMC/Divulgação 
Blog Zanatta News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com palavrões, ofensa moral, xingamentos ou que possa denigrir a imagem de alguém ou do blog não serão aceitos.