Operação resulta na prisão de 10 pessoas na região

Uma operação realizada pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil de Caçador resultou na prisão de 10 pessoas. As detenções foram em Lebon Régis, Curitibanos e Caçador além de mais duas prisões em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Eduardo Mattos, a investigação deu início a cerca de seis meses em Lebon Régis e por conta da grande massa a DIC tomou sequencia no caso. No decorrer das ações, a polícia descobriu a participação de fornecedores de drogas em várias cidades, além das de onde ouve a operação, ainda haviam pessoas envolvidas de Itajaí.
No andamento dos levantamentos feitos pela polícia, a DIC descobriu que parte da quadrilha além de traficarem ainda efetuavam furtos e/ou roubos nas casas de quem tinha dívidas com o tráfico, além de invadirem ainda casas de pequenos traficantes, tudo para que houvesse a quitação forçada das dívidas com drogas.
Ao todo, sete pessoas foram presas em Lebon Régis, duas em Curitibanos e uma em Caçador. Fechando os 10 mandados de prisão expedidos pelo juiz da vara criminal de Lebon Régis. Além dos autos de prisão, foi expedido ainda 12 de busca e apreensão nas duas cidades da região de Caçador e ainda em Itajaí.
Durante o cumprimento das buscas, os investigadores prenderam duas pessoas em flagrante por possuírem armas de fogo. Foi apreendido ainda duas motos adulteradas e objetos utilizados para o preparo do produto entorpecente.
O delegado disse ainda que alguns dos investigados na operação já tinham alguma passagem pela polícia, foi presa ainda uma mulher a qual está gravida de sete meses e que estava envolvida com a quadrilha. Um dos investigados estava com mandado de prisão em aberto.
Os nomes dos presos não serão divulgados no momento, pois as investigações ainda estão em curso e a divulgação poderia atrapalhar as investigações conclusivas. Todos os detidos foram encaminhados para o Presídio Regional de Caçador, onde permanecerão a disposição da justiça.  

Leia ainda: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários com palavrões, ofensa moral, xingamentos ou que possa denigrir a imagem de alguém ou do blog não serão aceitos.