O desenho das eleições 2016 começa a aparecer

Enquanto isso na campanha em Caçador...
Vasculhando minha principal ferramenta de trabalho durante as últimas semanas, percebi que a campanha em Caçador está tomando rumos que podem ser surpreendentes daqui para frente.
Enquanto vemos o atual prefeito Beto visitando as pessoas, e particularmente esta é uma coisa que ele nunca deixou de fazer em seus anos de mandato, percebo que sua campanha visa a humanização e a atenção ao cidadão caçadorense, seja do mais simples até o grande empresário.
Já por outro lado, vemos o ex-prefeito Saulo fazendo o que ele sabe fazer de melhor. Visitar apenas a comunidade do centro, conversando com pessoas do centro, visitas a escritórios e empresários. Particularmente está sendo o que foi em seus seis anos de governo, o prefeito de gabinete.
Mas por que falo isso? Porque no ano de 2010 fui atirador do Tiro de Guerra de Caçador, e o prefeito é o Diretor da instituição. Sabem em quantas formaturas Saulo apareceu no TG no ano em que servi? Nenhuma, exatamente, nenhuma formatura. Todos os pais sempre revoltados com um prefeito eleito para ficar apenas no gabinete. Além de muitas outras áreas onde ele deixou a desejar e muito sua uma gestão e meia...
Em relação a sua campanha, Saulo está usando a tática da amnésia. Esta tática, foi muito usada por ele para a sua reeleição em 2008, onde apresentou um plano de governo totalmente fantasioso, igual aos da primeira eleição em 2004. E, agora em 2016, está com as mesmas propostas.
Só que em 2016 Saulo tem uma vantagem, que chamo da vantagem dos esquecidos. Hoje ele conta com uma assessoria que sabe como fazer drama e ser a vítima das atenções (substituindo o centro das atenções).
Agora, uma coisa é certa, se o caçadorense o reeleger, tenham certeza que vão ouvir da minha boca, ver nos comentários, assistir os meus vídeos com a seguinte frase “Eu sempre soube disso e avisei que seria assim, por isso, não reclame!”...

O tal bobo da corte

Agora existe um tal tcho que vive dando pitaco sobre política, trânsito e tudo o que sua cabecinha pensante acha que sabe e resolve colocar os miolinhos para funcionar. Sujeito cujo tal é até hoje um desempregado, que só sabe achar rolo com outras pessoas.
Esse sim é o tal bobão, que se acha o esperto, se acha o sabe tudo, se acha o rei da cocada preta mas não passa de uma ameba ambulante! Mas como existem essas coisas em todas as cidades, em Caçador não seria diferente. Agora, não sei o que é pior, se é sua capacidade para não fazer nada ou a sua mediocridade em tentar usar as redes para espalhar ódio e inverdades de sua cabecinha a qual ele julga pensadora e formadora de opiniões.
Sinceramente, se for um formador de opiniões, coitados de seus seguidores, pois se a índole dele já é essa, imagina dos pobres miseráveis que ainda servem como plateia para o bobo da corte...

A justiça injusta
Esta semana me fiz a seguinte pergunta, várias e várias vezes: “É possível ainda acreditar na justiça dos homens?”. E ainda nesta mesma semana, eu fui respondido pela atuação do judiciário nas Eleições 2016.
Juro que por mais de 10 vezes me segurei para não gravar um vídeo e falar tudo o que ainda está engasgado em minha garganta. Pois, visivelmente se eu falasse, horas depois da publicação, eu seria preso por desacato ou algo parecido, pois isso já virou modinha entre os bacharéis em direito. 
Pois bem, reflitam comigo: há cerca de uns três meses, denúncias vindas da dita "Capital da Hospitalidade" começaram a chegar para nós do blog. São as mais diversas denúncias, que muitas os internautas puderam acompanhar, pois falamos sobre elas ou fizemos matéria também.
Matérias vão, matérias vem, muitas vezes fomos atacados pela minoria que é a favor da prefeita Ivone, mas em momento algum desistimos ou desistiremos de publicar matérias falando sobre o assunto.
Nesse vai e vem, a cada dia, me surpreende mais a cara lavada da família em querer se manter no poder. Ainda, existem aqueles que digam que esta é a melhor administração que Calmon já teve. Pois bem, eu discordo, Calmon é a mesma cidade (ou fim de mundo) a cada dia, pois nada de novo vemos por lá. A não ser as obras da creche que estão paradas desde o ano de 2015, sendo que naquele local consta que uma escola já estaria construída. Isso mesmo, consta que a escola já foi terminada em 2008, gestão do ex-coronel João Batista De Geroni, o qual, alguns anos depois foi preso (isso mesmo, a justiça pela primeira vez resolveu funcionar), e após alguns vai e vem conseguiu a sua liberdade.
Passou anos e sua esposa, ou melhor, sua sucessora ao cargo, agora conhecido como trono, também, nada fez pelas mães e pais e crianças do município. Mas ela fez coisas boas também, como por exemplo, comprou duas Hylux para a Saúde, só que uma foi "roubada", com chave e tudo e a outra é usada livremente pelo Sr. DG, como já foi denunciado por esse blog e ao Ministério Público que nada faz.
Mas Ivone também foi condenada, além de ter como vice o “simpático” jovem Jader que tem vínculo familiar com a prefeita, pois é seu filho. Ainda o rapaz não reside mais em Calmon há alguns anos. Mas mesmo com tantas afirmações, a justiça sempre nos surpreende e não aceita o pedido de impugnação da família monarquista moderna (o que um almocinho aqui e outro ali não fazem, não é?!). Já ouviram falar naquela frase "Eu sei o que você fez no verão passado?" Pois então, isso justifica o parênteses anterior... E, podem ter certeza, que estamos de olho, afinal, Calmon é um município pequeno, todos sabem e veem tudo o que acontece com todo mundo...
Ainda para fechar o pacote, fico sabendo que a mesma justiça que não acatou a impugnação da família monarquista de Calmon, também não aceitou o pedido de impugnação do ex-prefeito Saulo em Caçador... 

Justiça injusta I
Surpreende-me, que com tantas denúncias, tantas provas, tantos absurdos que veem acontecendo, assim mesmo não temos um promotor se quer, não temos um homem ou mulher das capas pretas se quer para fazer valer e exercer as Leis como elas deveriam ser exercidas!
Existe uma explicação para tudo isso? Tantas falcatruas, tanta corrupção, enriquecimento de uma família no poder, uma população totalmente desassistida pelo poder público. Uma cidade jogada em um mar de amarguras e abandonos. Quando tinha tudo para ser uma cidade de qualidade, uma cidade onde todas as ruas teriam asfalto, saneamento básico, escolas de qualidade, saúde de qualidade.
Existe justiça? Existe sim! Para o ladrão de galinha ou para o pai que por motivos de desempregabilidade deixou de pagar a pensão ao seu filho cuja mãe tem condições suficientes para sustentar ambas (mãe e filha – o) por um ou dois meses, para aquele policial que por legitima defesa matou um bandido, para aquele cidadão que portava uma arma para poder se defender das ameaças de morte, para esses sim existe "justiça", existem leis e por sinal bem rigorosas...

Por Luiz Michel Zanatta

Um comentário:

  1. João Batista Ferreira do Santos14 de setembro de 2016 08:42

    Parabéns Zanatta, faço de suas palavras as minhas, sou morador de Calmon a vários anos, afinal, nasci nesta cidade. Quantas e quantas vezes fui descriminado por esta família que está no poder. A mando deles até um título de cidadão honorário me foi negado. Poderia ter denunciado para o MP, mas de que adiantaria, se para esta dita família nada acontece? Agora os juizes que tiveram braço firme e afastaram do cargo o ditador de Calmon, faça-se justiça, DR e DRa Speck, aqueles sim tiveram coragem. Infelizmente foram transferidos cedo demais.
    Sou jornalista formado e as vezes sou ameaçado por este povo mal educado, onde tem alguns laranjas, que aparecem como os maiores produtores de tomate e cebola, mas infelizmente nunca foram vistos plantando. Existe a Operação Patrola, em Calmon deveria existir a "Operação Laranjas".Como afirmei em minha emissora WEb de Rádio. Somos reféns de uma justiça injusta, onde somente, pretos, pobres ou putas é os que pagam!!!!!!

    ResponderExcluir

Comentários com palavrões, ofensa moral, xingamentos ou que possa denigrir a imagem de alguém ou do blog não serão aceitos.